Artigo do Caism ganha prêmio de melhor trabalho científico do SUS

O objetivo foi identificar, valorizar e divulgar as ações exitosas que apontam caminhos possíveis para a concretização do propósito da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN).

O trabalho, realizado com 458 adolescentes grávidas com idade média de 16 anos e intitulado “Anemia em gestantes adolescentes: impacto do tratamento nos desfechos perinatais”, foi desenvolvido no Hospital da Mulher "Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti" (Caism), unidade da Unicamp que possui um serviço de referência no atendimento de adolescentes.

Veja as conclusões principais:
- A prevalência de anemia foi de 41,27%.
- Entre as adolescentes grávidas com anemia, 87,24% receberam tratamento com suplementação de ferro e apresentaram resultados perinatais iguais aos das adolescentes sem anemia.
- O parto prematuro e o óbito fetal foram mais prevalentes entre adolescentes com anemia que não aderiram ao tratamento.
- A anemia é um problema de saúde pública entre adolescentes grávidas.
- A suplementação de ferro reduz resultados neonatais negativos.
- A adesão ao tratamento da anemia durante pré-natal, multidisciplinar e qualificado, pode ser uma das ferramentas-chave para reduzir alguns dos resultados neonatais adversos associados à gravidez na adolescência.

Leia o artigo completo, disponível na plataforma PubMed

11/11/2016 - 07:30
• Texto Divulgação Caism
• Imagens Neder Piagentini Prado

Fonte: Unicamp

Copyright © 2017 - CAISM/UNICAMP - Todos Direitos Reservados.