Rede Brasileira de Estudos em Saúde Reprodutiva e Perinatal

Há aproximadamente sete anos foi iniciada uma linha de pesquisa no Departamento de Tocoginecologia da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP direcionada para o estudo da morbidade materna grave. Esta linha de pesquisa é um desdobramento dos muitos anos de atividade deste departamento no estudo da mortalidade materna. O estudo da morbidade materna grave, em especial daqueles casos de mulheres que quase morreram durante o ciclo grávido-puerperal (casos conhecidos como “near miss”), tem despertado o interesse de pesquisadores em todo mundo. Neste contexto, o grupo de pesquisa de morbidade materna grave da UNICAMP tem tido uma atividade consistente e a criação de uma rede de hospitais é uma idéia que vem sendo desenvolvida desde o início de 2005.

Entretanto, mais do que uma rede de vigilância de morbidade materna grave, o objetivo maior desta rede consiste em estruturar uma iniciativa de colaboração nacional entre centros de referência para cooperar no desenvolvimento de projetos relacionados à Saúde Materna, Reprodutiva e Perinatal. Esta não é uma tarefa fácil, principalmente considerando a logística envolvida na articulação de centros geograficamente dispersos em um território de dimensões continentais. Mais do que complexa, é uma atividade cara e permeada pelos desafios da articulação institucional.

Um edital do CNPq com uma chamada para projetos na área da saúde da mulher, financiado pelo DECIT/MS, possibilitou-nos apresentar um projeto que tornasse esse sonho uma realidade. Em 4 de agosto de 2008 foi então criada em Campinas, a Rede Brasileira de Estudos em Saúde Reprodutiva e Perinatal, com a participação de 25 centros distribuídos em todo o Brasil. Essa foi uma iniciativa conjunta do Departamento de Tocoginecologia e do CAISM da UNICAMP, junto com o Cemicamp. As atividades desta rede oficialmente iniciam-se agora, com dois grandes projetos de pesquisa multicêntricos, um financiado pelo CNPq e outro pela Organização Mundial da Saúde. Esperamos que estes sejam os primeiros de uma série de estudos que se realizem aproveitando a estrutura da Rede, melhorando a capacidade nacional de realização de grandes estudos nessa área, para dar repostas aos problemas de saúde de nossa população.

Campinas, 14 de abril de 2009

José Guilherme Cecatti
Coordenador

Estudos em Andamento:

Rede Nacional de Vigilância de Morbidade Materna Grave

  • Centros Participantes
Maternidade Cidade Nova Dona Nazarina Daou Manaus, AM
Maternidade Climério de Oliveira Salvador, BA
Maternidade Escola Assis Chateaubriand Fortaleza, CE
Hospital Geral Dr. César Cals Fortaleza, CE
Hospital Geral de Fortaleza Fortaleza, CE
Maternidade Odete Valadares Belo Horizonte, MG
Hospital Materno Infantil de Goiânia Goiânia, GO
Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros Recife, PE
IMIP Inst. Materno Infantil de Pernambuco Recife, PE
Hospital das Clínicas da UFPE Recife, PE
Instituto de Saúde Elídio de Almeida (ISEA) Campina Grande,PB
Hospital Universitário da UFMA São Luis, MA
Hospital Universitário Lauro Wanderley da UFPB João Pessoa, PB
Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná Curitiba, PR
Hospital Maternidade Fernando Magalhães Rio de Janeiro, RJ
Hospital das Clinicas de UFRGS Porto Alegre, RS
Hospital da Mulher - CAISM / UNICAMP Campinas, SP
Hospital e Maternidade Celso Pierro - PUC Campinas, SP
FIOCRUZ - Instituto Fernandes Figueira Rio de Janeiro, RJ
Hospital Israelita Albert Einstein São Paulo, SP
Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP Botucatu, SP
Faculdade de Medicina de Jundiaí Jundiaí, SP
Hospital das Clinicas da FMRPUSP Ribeirão Preto, SP
Santa Casa de Limeira Limeira, SP
Santa Casa de São Carlos São Carlos, SP
Casa Maternal Leonor Mendes de Barros São Paulo, SP
Hospital São Paulo - UNIFESP São Paulo, SP

RBESRP

COHELLP

COMMAG

EMIP

Copyright © 2017 - CAISM/UNICAMP - Todos Direitos Reservados.