Banco de Leite Humano

Responsável
Dra. Mônica Aparecida Pessoto

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Banco de Leite Humano do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher - CAISM da Unicamp foi inaugurado em novembro de 2004 e visa melhorar a saúde dos prematuros e estreitar os laços entre mãe e bebê. O banco foi criado para atender a demanda interna da instituição, ou seja garantir que o leite materno coletado e armazenado seja usado exclusivamente para o filho da mãe biológica internado na neonatologia do hospital. O Banco de Leite Humano do CAISM integra a Rede Nacional de Bancos de Leite Humano do Ministério da Saúde.

O Banco de Leite Humano é um centro especializado obrigatoriamente vinculado a um hospital materno e ou infantil, responsável pela promoção do incentivo ao aleitamento materno e execução das atividades de coleta, processamento e controle de qualidade de colostro, leite de transição e leite humano maduro, para uso interno da instituição.

O CAISM possui uma sala para ordenha que visa a retirada bem sucedida do leite, e foi preparada para que as mães aprendam inclusive, a fazer relaxamento e massagem nas mamas previamente à ordenha. Em média são coletados cerca de 150 litros/mês de leite materno de mães que tenham seus filhos internados na UTI Neonatal.

As atividades do Banco de Leite do CAISM não se restringem apenas à coleta, pausterização, armazenamento e distribuição do leite. Todos os profissionais do banco receberam um treinamento específico para orientação das mães sobre ordenha, massagem nas mamas, cuidados para evitar a contaminação e acondicionamento do leite, importância da amamentação etc. Além dessas atividades, os profissionais realizarão toda a manipulação do leite recebido de uma média mensal de 40 mães que se enquadram nesse perfil.

Segundo a médica Neonatologista e responsável técnica pelo Banco de Leite, Mônica Aparecida Pessoto o contato precoce proporciona uma maior segurança aos dois e contribui para o aumento da lactação. “Toda a equipe está apta a esclarecer dúvidas de paciente sobre aleitamento materno e mitos que cercam esse assunto”, informa a responsável pelo banco. O CAISM fornece um kit com touca, máscara, vidros estéreis e embalagem isotérmica para as mães coletarem o leite no domicílio.

Para garantir a eficácia da amamentação, as mães que têm seus filhos internados na Neonatologia - na maioria das vezes prematuros que não conseguem sugar – são avaliadas nas primeiras 24 horas após o parto. Uma enfermeira do Banco de Leite conversa com a mãe e explica todos as técnicas para a ordenha, além de enfatizar a importância do leite materno para o desenvolvimento e saúde do recém-nascido.

As orientações são rigorosas já que as pacientes devem saber que não se pode tirar o leite em banheiros, dispensas com produtos que contaminem o leite, devem ter muito cuidado com a lavagem e secagem das mãos antes da ordenha, devem congelar o leite retirado, não devem usar perfume para que o cheiro e sabor do leite não sejam comprometidos.

O Banco de Leite Humano é uma das iniciativas estimuladas pelo Programa de Hospitais Amigo da Criança, que preconiza principalmente a promoção, proteção e o apoio ao aleitamento materno, além de uma série de ações voltadas aos bebês desde o pré-natal, a assistência ao parto até o acompanhamento da criança em seu primeiro ano de vida.

O Banco de Leite Humano do CAISM recebeu o certificado de Excelência em Bancos de Leite Humano - Categoria Ouro - pelo desempenho no ano de 2013.

A certificação é concedida pelo Programa Iberoamericano de Bancos de Leite Humano com patrocínio da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz - Instituto Fernandes Figueira e Instituto de Comunicação e Informação Cientifica e Tecnológica.

Copyright © 2017 - CAISM/UNICAMP - Todos Direitos Reservados.